terça-feira, 16 de maio de 2017

INtensidades



Gosto do café 9 da escala de 11 cafés. Tem dias que pedem um café 11. Nos remelexos da vida, costumo assustar por optar pelas (in)tensidades.
Amar como se fosse o último, sentir raiva como se fosse a pior coisa da vida. Das intensidades que transformam os abraços das visitas quinzenais os mais calorosos e acalentadores.
Das saideiras de cerveja que nunca são a última. Tudo até a ÚLTIMA gota. Até vazar, até secar, até transbordar...
Para que derrube o copo. Gosto de derrubar copos. No minuto, no dia seguinte, no mês ou no ano seguinte, me refaço.
Por inteira.
sofro. sofro muito. Se o preço do kilo do tomate voltou a subir, se o ônibus parou depois do ponto, se o amigo distante está doente.

Sinto.

Sou humana.

Estou viva.

Nenhum comentário: